O corpo

Francisco C. Xavier/Emmanuel
Livro Pensamento e Vida

Aa origem da vida1bstendo-nos de qualquer digressão científica, porqüanto os livros
técnicos de educação usual são suficientemente esclarecedores no que reporta
aos aspectos exteriores do corpo humano, lembremo-nos de que o Espírito,
inquilino da casa física, lhe preside à formação e à sustentação, consciente ou
inconscientemente, desde a hora primeira da organização fetal, não obstante
quase sempre sob os cuidados protetores de Mensageiros da Providência
Divina.

Trazendo consigo mesmo a soma dos reflexos bons e menos bons de que
é portador, segundo a colheita de méritos e prejuízos que semeou para si
mesmo no solo do tempo, o Espírito incorpora aos moldes reduzidos do próprio
ser as células do equipamento humano, associando-as à própria vida, desde a
vesícula germinal.

Amparado no colo materno, estrutura-Se-lhe o corpo mediante as células
referidas, que, em se multiplicando ao redor da matriz espiritual, como a
limalha de ferro sobre o ímã, formam, a principio, os folhetos blastodérmicos de
que se derivam o tubo intestinal, o tubo nervoso, o tecido cutâneo, os ossos, os
músculos, os vasos.

Em breve, atendendo ao desenvolvimento espontâneo, acha-se o EspíritoCorpo_humano_em_equilibrio
materializado na arena física, manifestando-se pelo veículo carnal que o
exprime.

Esse veículo, constituído por bilhões de células ou individuações
microscópicas, que se ajustam aos tecidos sutis da alma, partilhando-lhes a natureza
eletromagnética, lembra uma oficina complexa, formada de bilhões de
motores infinitesimais, movidos por oscilações eletromagnéticas, em
comprimento de onda específica, emitindo irradiações próprias e assimilando-as
irradiações do plano em que se encontram, tudo sob o comando de um
único diretor: a mente.

Desde a fase embrionária do instrumento em que se manifestará no
mundo, o Espírito nele plasma os reflexos que lhe são próprios.

Criaturas existem tão conturbadas além-túmulo com os problemas
decorrentes do suicídio e do homicídio, da delinqüência e da viciação, que,
trazidas ao renascimento, demonstram, de imediato, os mais dolorosos
desequilíbrios, pela disfunção vibratória que os cataloga nos quadros da
patologia celular.

As enfermidades congênitas nada mais são que reflexos da posição infeliz
a que nos conduzimos no pretérito próximo, reclamando-nos a internação na
esfera física, às vezes por prazo curto, para tratamento da desarmonia interior
em que fomos comprometidos.

Surgem, porém, outras cambiantes dos reflexos do passado na existência
do corpo.

Culpa disfarçada e dos remorsos ocultos. São plantações de tempo certo que a
lei de ação e reação governa, vigilante, com segurança e precisão.

É por isso que, muitas vezes, consoante os programas traçados antes do
berço, na pauta da dívida e do resgate, a criatura é visitada por estranhas
provações, em plena prosperidade material, ou por desastres fisiológicos de
comovente expressão, quando mais irradiante se lhe mostra a saúde.

Contudo, é imperioso lembrar que reflexos geram reflexos e que não há
pagamento sem justos atenuantes, quando o devedor se revela amigo da
solução dos próprios débitos.

A prática do bem, simples e infatigável pode modificar a rota do destino, de
vez que o pensamento claro e correto, com ação edificante, interfere nas
funções celulares, tanto quanto nos eventos humanos, atraindo em nosso
favor, por nosso reflexo melhorado e mais nobre, amparo, luz e apoio, segundo
a lei do auxílio.

Publicado em Corpo/Estudos | Deixe um comentário

Alma de Artista

                                                             Maria Dolores (Francisco C. Xavier)

1966837_446234798855079_6929828034011439053_nDeus te abençoe, alma querida e bela Na arte a que te dás por luz constantemente acesa Para exaltar cultura e sentimento Aprimorando a natureza Deus te engrandeça no ideal sublime De usar gesto e palavra, rima e cor, ritmo e som Beleza e movimento Promovendo na Terra a construção do amor Deus te guie nas horas ensombradas Quando tudo pareça luta e prova Fazendo-se sentir que o sofrimento É uma força do céu que nos guarda e renova Quando a tristeza venha, anuviar-te os dias Pensa que Deus criou em toda parte A fim de iluminar os processos da vida As interpretações e as maravilhas da arte Ninhos e fontes cantam melodias Sem que possas medi-las ou entendê-las Fita a decoração dos montes e dos vales Brilham joias no chão No céu, bailam estrelas O firmamento é um palco em dimensões enormes Onde o arco-íris é uma prece em cores E marginalizando a estrada que transitas O vento rege a dança mística das flores Alma querida, nunca desfaleças Por maior tua dor, alteia-te Tem a vocação de amar e de servir Na divina extensão da Seara do Bem Nas mais Altas visões em que caminhas Que o teu sonho te eleve e amplamente ressoe Alma de artista, Gênio, luz, trabalho Deus te inspire e abençoe

Publicado em Poesias | Marcado com | Deixe um comentário

Espíritos no Palco

Observações sobre o item 169 de O Livro do Médiuns, onde Allan Kardec descreve as percepções de um médium vidente durante a apresentação da Ópera Oberon, de Weber em um teatro de Paris.
Conteúdo original criado para o Blog Observatório do Artista Espírita
http://artistaespirita.wix.com/observ…

Publicado em Arte e Obras básicas | Deixe um comentário

Para refletir…

dança_filosofando

“Dança…
Não é apenas um adjetivo que te faz espírita.
Não é apenas um tema que traduz tua essência. Mas, são os valores com que buscas forjar teu caráter,
O suor diário que verte no esforço por melhorar-se,
A música inédita que passa a tocar tuas atividades…
É isso que cria a estética de um novo espetáculo, que nasce no íntimo do teu ser, a exteriorizar-se em renovadas coreografias no palco da  tua existência.” D. S. 14/07/2015

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Arte para Conhecer a si Mesmo

Como a arte pode auxiliar o indivíduo a alcançar a meta do “Conhece-te a ti Mesmo”?

conhece-tePor diversas maneiras, mas principalmente através do compromisso com a arte do bem. Felizmente, exemplos da boa arte não nos faltam, apesar de nem sempre atraírem grande quantidade de admiradores, pois há certa inconsciência coletiva que deturpa um melhor interesse pela arte bela e boa…

Um poema que te faz refletir sobre os próprios erros, equívocos… Uma música que lhe instiga ao perdão… Uma peça que exalta o amor e compaixão… Um filme que mostra a honestidade, alegria e a imersão dos bons sentimentos… Uma escultura que louva o criador, um quadro que exalta o respeito ao próximo… Um desenho que exalta a fé… Uma foto que mostra a paz ou mesmo as iniquidades para que possamos pensar em nos melhorar… Um texto que instiga à paz… Um livro que fala sobre o amor incondicional!

Enfim… A arte é meio de renovação íntima, pessoal… É instrumento inequívoco de transformação! A arte nos faz crescer e aparecer diante do tribunal da consciência com maior responsabilidade sobre si mesmo! Ela toca mais profundamente a essência humana e nos leva a reflexão de nossas atitudes!

A arte direcionada ao bem desperta os bons sentimentos e quando mal conduzida os vícios morais. No entanto, pode instigar a reflexão para tornar o homem num ser melhor e mais compromissado por um mundo melhor quando bem administrada! A arte é professora na questão dos sofrimentos, ensinando-nos como enfrentá-los e superá-los! Viva a arte que exalta o bem e o belo, mas ao mesmo tempo a bondade prevista por Deus!

Jesair e amiGOS – 04.04.14, psicografado por Jerônimo Marques.

Site: http://www.wix.com/pedintedeamor/pedintedeamor
Blog: http://pedintedeamor.blogspot.com/
E-mail: pedintedeamor@gmail.com

Publicado em Arte e Saúde, Frase pra pensar | Marcado com | Deixe um comentário

ENCONTRO NACIONAL DE ARTE ESPÍRITA E MOSTRA NACIONAL DE DANÇA ESPÍRITA JUNTOS!

1907351_561231523985615_6691918964092159105_nArtistas espíritas de diferentes atuações nas diversas regiões do país reúnem-se com o intuito de promover a troca de experiências, reflexões, estudo doutrinário e busca pelo aperfeiçoamento do fazer artístico espírita.

O II ENARTE ocorrerá em regime integral durante o feriado de Corpus Christi de 26 a 28 de maio de 2016 na cidade de São Paulo.

Durante o evento, ocorrerão atividades de estudo doutrinário relacionadas à prática artística espírita, oficinas de qualificação técnica, apresentações artísticas e painéis de socialização de experiências do movimento espírita de arte.

O evento tem como público-alvo: artistas espíritas, evangelizadores, coordenadores e dirigentes de instituições interessados em conhecer a prática artística espírita.

Obs.: Considera-se “artista espírita” o indivíduo declaradamente espírita que d20150502_205450-1esenvolva atividades artísticas que traduzam os postulados da Doutrina Espírita em seu conteúdo, seja de caráter amador ou profissional, em uma ou mais linguagens (música, dança, teatro, artes visuais, audiovisual, circo, poesia, etc)

O II Enarte é um evento de realização da Abrarte com a parceria fundamental do
Movimento Nacional de Dança Espírita e da União da Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo, não possuindo qualquer caráter de competição.

Preparem seus grupos e seus trabalhos. As Inscrições abrirão em breve!

Contatos:
enarte2016.blogspot.com.br

Whatsapp da Mostra Nacional de Dança Espírita: 96- 981176912

INSCRIÇÕES

As inscrições para o II Encontro Nacional de Arte Espírita iniciam-se em 15 de outubro de 2015.

Grupos e artistas interessados em realizar apresentações artísticas deverão inscrever seus trabalhos, indicando as características de sua apresentação, tempo de duração, disponibilização de link de vídeo com filmagem na íntegra e detalhamento da parte técnica que envolve a apresentação.

Não será possível inscrever-se apenas para apresentações artísticas. Os artistas que desejarem se apresentar deverão estar inscritos no evento e participar das demais atividades da programação.
Será oferecido alojamento coletivo, onde cada participante deverá providenciar colchão inflável ou similar, roupa de cama e cobertores. Na medida da possibilidade a organização local disponibilizará relação de hotéis/pousadas parceiros do evento, sendo os custos de responsabilidade de cada participante.
Crianças de 7 a 12 anos, participantes regulares de grupos artísticos espíritas, deverão se inscrever na condição de “artista”, sendo estabelecidas atividades específicas para esta faixa etária.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Corpo Humano e Planeta Terra

terra_feto2b01a252812529“O corpo físico, instrumento de elevação da alma, de redenção humana e de conquistas espirituais.” Lancelin

O corpo humano tem veias onde se faz a circulação do sangue;

A Terra tem os rios, por onde circulam as águas.

O corpo humano é formado mais de 70% de água;

a Terra mantém a mesma proporção.

O corpo humano tem um coração que pulsa dentro do peito;

a Terra tem um coração ígneo que borbulha no seu íntimo.

O corpo humano te muitos meridianos, por onde transitam as energias;

a Terra tem seus meridianos, onde circulam muitas forças.

O corpo humano tem seus centros de força;

a Terra, igualmente, tem suas aglomerações energéticas.

O corpo humano tem um aglomerado de poros, com vários objetivos;

a Terra tem os mesmos processos nas primeiras camadas que a cobrem.

Descem do mundo astral irradiações cósmicas que são filtradas pelo centro de

força do agregado físico;

O sol projeta sua luz em direção à Terra e seus raios filtrados emprestam

vida ao planeta.

O corpo humano obedece à lei do cinetismo;

na Terra, esse número é incalculável.

O corpo humano é montado sobre um esqueleto ósseo;

a Terra apoia todos os seus contornos em camadas de rocha.

A flora e a fauna têm seus semelhantes no campo humano…

Diante dessas comparações, podem-se deduzir outras, que são incontáveis. E quando nos falta a obediência às leis que nos asseguram a paz, sofremos as consequências. E é este ponto que nos interessa chegar.  Antes de se processar a reencarnação, passamos por um profundo adestramento, no sentido de valorizarmos o corpo físico, instrumento de elevação da alma, de redenção humana e de conquistas espirituais. […]

Fonte:  MAIA, João Nunes (Espírito Lancelin). Iniciação. Editora Fonte Viva. 58-59 p.

Capítulo – A Terra

Publicado em Arte na Casa Espírita, Corpo/Estudos | Marcado com , | Deixe um comentário

Entrevista com atual presidente da ABRARTE – Cláudio Marins

claudio1

Eleito presidente da Abrarte*, pela primeira vez, no Fórum de 2011, em Brasília, e reeleito em 2013, no Fórum de Florianópolis, Claudio Marins finda sua gestão neste mês de junho. Ao longo de seus dois mandatos à frente da instituição, a Abrarte ampliou sua participação junto ao movimento federativo e lançou vários produtos, como livros e DVD, para capacitação técnica e doutrinária do trabalhador da arte espírita. Nesta entrevista, ele faz um balanço da gestão que se encerra, fala sobre a importância da atividade na casa espírita e a contribuição que o Espiritismo dará para o artista da nova era.

1. Como você avalia a gestão que se encerra? A Diretoria conseguiu realizar as propostas estabelecidas em 2013?

Após balanço feito pela diretoria da Abrarte, foi concluído que, dos treze itens propostos em nosso plano de ação, dez deles obtiveram resultados satisfatórios, o que equivale a aproximadamente 77% de realização do que estava planejado. Consideramos isso um bom percentual de realização. Esperamos que os novos companheiros que irão administrar a Abrarte consigam melhorar este número. Apesar da Abrarte não ser uma empresa, ela demanda processos de gestão similar ao de uma corporação de abrangência nacional. Estamos sempre buscando o aprimoramento dos meios (processos de gestão), para que possamos estar atingindo de forma efetiva o grande objetivo e missão espiritual da instituição.

2. Hoje a Abrarte está definitivamente integrada ao movimento federativo nacional, através do Conselho Nacional das Entidades Especializadas Espíritas (CNE). A partir disso, que contribuições a Abrarte pode dar para o movimento espírita brasileiro ou para a sociedade em geral?
Inicialmente temos que agradecer à FEB e às demais entidades especializadas irmãs (Associação Brasileira de Divulgadores do Espiritismo – ABRADE; Associação Brasileira de Esperantistas Espíritas – ABEE; Associação Brasileira dos Magistrados Espíritas – ABRAME; Associação Médico-Espírita do Brasil – AME; Associação Brasileira de Psicólogos Espíritas – ABRAPE; Associação Jurídico-Espírita do Brasil – AJE; Cruzada dos Militares Espíritas – CME; Instituto de Cultura Espírita do Brasil – ICEB) que nos receberam com muito carinho e nos apoiaram sempre. É uma oportunidade muito valiosa para a Abrarte fazer parte deste time de trabalhadores, visto que dessa forma podemos criar sinergia com todas estas áreas, realizando trabalhos e eventos conjuntos, além de mantermos diálogo com o movimento federativo nacional. Estar integrado a esse movimento não limita nossa liberdade de ação. É certo que sozinhos talvez possamos caminhar mais rápido, porém, em equipe, caminhamos mais longe. A grande contribuição que podemos dar ao movimento espírita e à sociedade é disponibilizarmos ideias, diálogos e materiais, em abrangência nacional, dentro do movimento espírita organizado, contribuindo dessa forma no esclarecimento e divulgação da Arte Espírita.

3. Como você vê o uso da arte no centro e no movimento espírita?
A boa arte é um dos mecanismos que nos liga com o espiritual. A arte é uma excelente ferramenta para auxiliar na transcendência do ser. Devemos, portanto, entender, de forma mais correta e ampla possível, os mecanismos que regem a atividade artística: as vibrações, as harmonias, as energias psíquicas, a organização mental, as percepções espirituais, a polarização das esperanças, etc., para que possamos utilizar as artes de forma adequada, coerente e a serviço do bem, dentro das instituições e do movimento espírita. É importante que dirigentes e trabalhadores da arte espírita entendam estes mecanismos e trabalhem de forma afinada com os objetivos e a missão de suas instituições. Uma atividade artística que é utilizada em um centro espírita não necessariamente será a mais adequada em outra instituição. Cada ‘paciente’ necessita de ‘medicamentos’ diferentes, de acordo com seu perfil físico, psicológico, espiritual, etc.

4. Que contribuições o Espiritismo poderá dar para o artista, nesta nova etapa evolutiva do planeta na qual estamos adentrando?
Quando o artista do mundo conhecer as verdades espirituais universais que o Espiritismo nos revela, ele conseguirá assumir compromissos nobres consigo mesmo e poderá utilizar-se de sua bagagem espiritual de forma a auxiliar o planeta. O artista, captando e expressando as belezas que vertem do alto, buscando sintonias de forma verticalizada, conseguirá provocar uma reação transformadora, para melhor, na sociedade em geral. Os artistas serão, então, grandes dínamos de imantação e polarização de energias espirituais, físicas e morais, trabalhando no bem, a serviço da espiritualidade, dentro dos planos maiores traçados por Jesus, nosso condutor. Conseguirá, através da sua arte transformadora, primeiramente de si mesmo, ser um auxiliar na evolução dos que o cercam, encarnados e desencarnados.

5. Existe muitos seareiros nas casas espíritas que não exercem atividade artística de modo profissional, mas têm interesse pela área e gostariam de implantar algum trabalho de natureza artístico em sua casa? O que você diria a esse trabalhador voluntário e em que a Abrarte poderia auxiliá-lo?
É louvável toda iniciativa que auxilie na implantação de atividades artísticas dentro dos centros espíritas. É necessário, porém, que os que assim desejam fazê-lo inicialmente se capacitem, estudando sobre o assunto arte dentro da literatura espírita; que, entendendo seus mecanismos, busquem a capacitação e aprimoramento técnico de sua atividade. Importante que estes voluntários utilizem as atividades artísticas de forma consciente e auxiliando na missão de sua casa espírita. É desejável o desenvolvimento de um projeto sobre a atividade ou setor de artes que se iniciará, conjuntamente com os dirigentes da casa. É fundamental que os dirigentes valorizem, apoiem e entendam que a atividade artística é uma atividade séria e que necessita de espaço e suporte, como qualquer outra atividade promotora do bem que esteja sendo desenvolvida na instituição. Pensando em auxiliar neste processo, a Abrarte possui hoje três livros e um DVD que podem auxiliar trabalhadores e dirigentes no que diz respeito ao estudo e implantação de atividades artísticas em suas instituições. São os livros: Dançando com a alma, Arte no Centro Espírita – Planejamento e Prática e Círculos de Estudos – Arte e Espiritismo, lançado neste Fórum de Natal. E o DVD Senhor, que arte queres que eu faça?, com Haroldo Dutra Dias . Todos estes itens podem ser adquiridos através do site http://www.arteespiritaeuapoio.com.br, que é parceiro da Abrarte.

6. Que recado daria aos trabalhadores e dirigentes espíritas de arte.
Prossigamos firmes em nossa caminhada. Sabemos que muitos se sentem desanimados e desestimulados devido às muitas adversidades que nos chegam: incompreensão; ausência de apoio; críticas, às vezes, infundadas; preconceito; ausência de valorização do trabalho que é feito com muito esforço e sacrifício; dificuldades financeiras para manter o trabalho, etc. São situações normais de quem vive em um plano como o nosso. Temos que estar conscientes de que a melhor assertiva é fazermos bem feito a nossa parte, perante o Senhor. Cada dificuldade que nos chega do mundo exterior é oportunidade de melhorias em nosso mundo íntimo: estudar sempre, para termos certeza, firmeza e coerência no que estamos fazendo; colocar o trabalho de arte sempre a serviço do bem, entendendo que o trabalho é para Jesus e nunca no sentido de autopromoção; estar sempre vinculado a uma instituição espírita, nosso porto seguro; capacitar-se sempre para ser um bom administrador e gestor de recursos espirituais e materiais de nós mesmos. Finalizo recomendando a leitura do capitulo 75 do livro Fonte Viva, de Emmanuel, através da psicografia de Chico Xavier, intitulado Administração. Neste final de mandato da Abrarte, gestão 2013-2015, quero agradecer, em nome de toda diretoria da Abrarte, a todos os companheiros, amigos e associados da Abrarte, agradecer aos companheiros do movimento federativo, aos benfeitores do plano maior que sempre nos ampararam e nos mantiveram em equilíbrio, aos nossos familiares que tanto nos apoiaram e a Jesus pela oportunidade de trabalho em Sua seara. Nossa gratidão hoje e sempre!

* ABRARTE – Associação Brasileira de Artistas Espíritas

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Passos de Luz se apresenta na Mostra “Oficina do Espírito”

20150502_205634As jovens do Grupo de Dança Espírita Passos de Luz, de Macapá/AP, estiveram participando da ” XI Mostra de Espírita de Dança Oficina do Espírito” em Araras, organizada pelo Grupo de Dança Evolução (GEDE), no Instituto de Difusão Espírita (IDE).

Este é um evento tradicional do Movimento Espírita de Dança que ocorre de dois em dois anos na própria sede do IDE. Ocorreu do dia 1º a 03/05/15 com o tema “Sintonia Divina”

Após convite para a apresentação ainda no ano passado, o grupo se organizou e o coordenador e coreógrafo do grupo, Perciliano Gomes, as preparou. Assim, apresentaram a coreografia da música “Apenas Amar” de Denis Soares.

Foi uma imensa alegria, narrada por elas próprias, a ida até lá.
Agradecidos estamos imensamente pelo convite.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Perciliano Gomes
Macapá/AP
Coordenador do Grupo Passos de Luz

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Às mães…

Dia das Mães

MATERNIDADE

André Luiz

Vemos em cada manifestação da Vida determinada meta de desenvolvimento, qual anseio do próprio Deus a concretizar-se.

Na Criação, o clímax da grandeza.

Na caridade, o vértice da virtude.

Na paz, a culminância da luta.

No êxito, a exaltação do ideal.

Nos filhos, a essência do amor.

No lar, a glória da união.

De igual modo, a maternidade é a plenitude do coração feminino que norteia o progresso. Concepção, gravidez, parto e devoção afetiva representam estações difíceis e belas de um ministério sempre divino.

Láurea celeste na mulher de todas as condições, define o inderrogável recurso à existência humana, reclamando paciência e carinho, renúncia e entendimento.

Maternidade esperada.

Maternidade imprevista.

Maternidade aceita.

Maternidade hostilizada.

Maternidade socorrida.

Maternidade desamparada.

Misto de júbilo e sofrimento, missão e prova, maternidade, em qualquer parte, traduz intercâmbio de amor incomensurável, em que desponta, sublime e sempre novo, o ensejo de burilamento das almas na ascensão dos destinos.

Principais responsáveis por semelhante concessão da Bondade Infinita, as mães guardam a chave de controle do mundo.

Mães de sábios…

Mães de idiotas…

Mães felizes…

Mães desditosas…

Mães jovens…

Mães experientes…

Mães sadias…

Mães enfermas…

Ao filtro do amor que lhes verte do seio, deve o Plano Terrestre o despovoamento dos círculos inferiores da Vida Espiritual, para que o Reino de Deus se erga entre as criaturas. Mães da Terra!

Mães anônimas! Sois vasos eleitos para a luz da reencarnação!

Por maiores se façam os suplícios impostos à vossa frente, não recuseis vosso augusto dever, nem susteis o hálito do filhinho nascente – esperança do Céu a repontar-vos do peito!…

Não surge o berço em vosso coração por acaso.

Mantende-vos, assim, vigilantes e abnegadas, na certeza de que se muitas vezes cipoais e espinheiros são vossa herança transitória entre os homens, todas vós sereis amparadas e sustentadas pela Bênção do Amor Eterno, sempre que marchardes fiéis à Excelsa Paternidade da Providência Divina.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário