Os Espíritos e a Arte

OS MENTORES ESPIRITUAIS APÓIAM A ARTE NA CASA ESPÍRITA?

 

            Toda atividade na casa espírita, construída através do diálogo entre os seus membros, com sincero e franco desejo de estudo e prática do Espiritismo, recebe o necessário apoio da equipe espiritual.

            Assim como os desencarnados se organizam para as atividades mediúnicas, de estudo doutrinário, para o atendimento através do passe, reúnem-se também para os ensaios e apresentações artísticas, dentro e fora da casa espírita.

            A prática demonstra que é comum a participação de desencarnados nas atividades de ensaios dos grupos, observando, amparando, contribuindo e interagindo com os participantes, sem necessariamente constituir-se de manifestações mediúnicas.

            O trabalho de arte atinge também aos desencarnados, na sua proposta de desenvolvimento e promoção do indivíduo enquanto homem de bem, e isso tem o  reconhecimento dos mentores espirituais que, no trabalho de auxílio, encontram na atividade artística mais um instrumento de esclarecimento, elucidação, educação e transformação do ser.

            “521 – Podem certos espíritos auxiliar o progresso das artes, protegendo os que às artes se dedicam?

R: Há Espíritos protetores especiais a que assistem os que os invocam, quando dignos desta assistência (…)”.

 

“459 – Os Espíritos influem sobre nossos pensamentos e ações?

R: A esse respeito, sua influência é maior do que podeis imaginar.  Muitas vezes eles que vos dirigem.”

 

“460 – De par com os pensamentos que nos são próprios, outros haverá que nos sejam sugeridos?

R: Vossa alma é um espírito que pensa. Não ignorais que, frequentemente, muitos pensamentos vos acodem a um tempo sobre o mesmo assunto e, não raro, contrários uns aos outros. Pois bem! No conjunto deles, estão sempre de mistura os vossos com os nossos. Daí a incerteza em que vos vedes. É que tens em vós duas ideias a se combaterem.”

(O Livro dos Espíritos)

 

OS ESPÍRITOS SE INTERESSAM PELA ARTE?

 

“Sim, de acordo com a evolução de cada um. Para uns é a continuidade de sensações de baixo escalão, que tinham quando encarnados, para outros um exercício de crescimento pessoal. Para alguns uma terapia de reequilíbrio mental, para outros uma prova e aprendizado para futura encarnação.  ( O Livro dos Espíritos. Questão 251)

 

            Especificamente na casa espírita, os espíritos se interessam pela arte como oportunidade de evangelização do ser. Seja ele encarnado ou desencarnado.

            A prática artística na instituição espírita faz parte do planejamento da espiritualidade orientadora da instituição.

 

FONTE: CAMPANHA – ARTE NA CASA ESPÍRITA, FEEB, 2008.

About these ads
Esse post foi publicado em Arte e Saúde, Arte na Casa Espírita, Textos arte espírita. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s